terça-feira, 13 de julho de 2010

A Carta


Em uma tarde fria, nublada e triste ela recebe um pequeno embrulho que junto ao mesmo tinha uma carta... Papel pequeno, com poucas linhas, somente o suficiente para mostrá-la o valor que ela tinha na vida dele. Assim dizia na carta: “Você não é somente uma pessoa solta no mundo, você é parte que completa o quebra cabeça da minha vida, você é a inspiração para os meus sonhos, é o ar que busco para viver, é o motivo da minha existência, sem você eu não sei como agir... Me aceita de volta para eu provar não apenas com palvras, mas com atos que eu te amo e não consigo viver sem você.

Com o choro entalado na garganta, ela não precisa nem ler o restante da carta, apenas dobra e sai correndo para encontrar com ele... Ao vê-lo ela pede para ele repetir tudo que escreveu na carta... E abraçando-a ele sussurra cada palavra ao seu ouvido. E assim eles ultrapassam mais um obstáculo provando que quando existe amor, existe perdão, existe compreensão e existe felicidade.





Tallita Monteiro

0 expressões:

Postar um comentário

Espero prender a atenção de vocês e fazer com que se identifiquem com cada palavra lida. Viaje comigo nessa imensidão de palavras.
Obrigado por comentar...Volte sempre!