domingo, 31 de outubro de 2010

Silêncio




Um “eu” em mim busca desesperadamente ouvir os sons externos
Tornando-me apenas um ser como muitos
Com a voz presa pelo silêncio repentino
Da necessidade de encontrar o meu próprio caminho


Encontro no silêncio um refúgio
Para uma existencia expandida
De vontades reprimidas
Movidas por impulsos


De repente percebo
Que estou em desespero
Sem querer me ouvir
No silêncio que há em mim


E assim, com o tempo
Livro-me do silêncio






Tallita Monteiro

sábado, 30 de outubro de 2010

Esperar...



Espero o carinho, para acalmar o pranto

Espero o tempo, para aliviar a dor

Espero a ventania, para levar o canto

Espero a chuva, para acabar com o calor


 
Espero a primavera, para a flor desabrochar

Espero a conquista, para comemorar

Espero o amor, para a felicidade encontrar.




Tallita Monteiro

domingo, 24 de outubro de 2010

Do lado de fora



Do lado de fora o vento é suave...
Do lado de fora o sol irradia....
Do lado de fora nada é grave...
Do lado de fora não há monotonia.


Do lado de fora tem melodia...
Do lado de fora o tempo não tem pressa...
Do lado de fora não há agonia...
Do lado de fora eu vejo promessa.


Do lado de fora você eu esqueço...
E as vezes por vários momentos...
Para os meus sentimentos...
Tento um novo recomeço.




Tallita Monteiro

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

...



"Meu amor

Não quero mais palavras rasgadas

Nem o tempo cheio de pedaços de nada

Não me dês sentidos para chegar ao fim

Meu amor só quero ser feliz..."





Mafalda Veiga

domingo, 17 de outubro de 2010

Encontro



O amor que eu sinto por você é dificil de entender...
Procuro as palavras para dizer
Mas não encontro-as não sei porquê

Meu mundo pequeno e sem razão
Encheu-se de muita felicidade
Quando encontrei meu coração
Na alma que matou minha saudade.

Esse amor que encontrei
Mudou todo o meu viver
E agora eu achei
Tudo que preenche meu ser.




Tallita Monteiro

Renuncia


 “Se alguém quer me seguir renuncie a si mesmo... (Mt 16,24)

 
Cada escolha que ousarmos fazer, necessitará de uma renuncia... Renunciar aos nossos anseios e desejos talvez seja uma tarefa dificil de se obter êxito, entretanto se nosso principal foco é o caminho de Deus, os anseios passam a ser detalhes, e esses detalhes são supridos por Ele.


Renunciar a si mesmo é abrir mão dos nossos proprios interesses, abrir mão dos sonhos e prazeres que nos afastam do caminho da santidade, para viver constantemente diante do trono da graça de Deus.


Qual seria o valor dessa renuncia? ...
Viver completamente diante dos mandamentos de Deus nos traz paz, felicidade e vida eterna. Teremos um amigo fiel, companheiro, consolador... O guia certo que jamais nos abandonará.
Quer uma prova maior do valor dessa renuncia? ...
Ele foi capaz de renunciar um filho por amor à sua vida...


A renúncia acontece gradativamente, cada dia de uma forma diferente, podemos viver a renúncia, quando sacrificamos algo que gostamos muito para oferecer como oferta agradável à Deus. Podemos viver a renúncia cada dia de uma nova e diferente maneira...



Difícil renunciar tudo não é? Difícil, porém possível.




Tallita Monteiro

sábado, 16 de outubro de 2010

Mudança


“Eu posso mudar. Eu posso viver da minha imaginação ao invés da minha memória. Eu posso me amarrar ao meu potencial ilimitado ao invés do meu passado limitado.” 
( Stephen Covey ) 



A mudança faz parte de toda a trajetória da nossa vida, não importa em qual grau ela aconteça, ela sempre atingirá de forma impactante nossos hábitos. Não podemos evitá-la, as vezes simplesmente ela acontece... Em outras elas são realizadas por nossa própria vontade de se tornar diferente.

Muitos dos objetivos a serem atingidos necessitam da mudança... Seja ela de pensamento, personalidade, ou de atitudes. Não importa qual seja a mudança e nem como ela ocorrerá, o que importa é que ela aconteça, para não ficarmos estagnados nos mesmos lugares, as margens de nós mesmos, sem perspectiva de inovação.

Evitá-la, talvez nos façam eternos prisioneiros de uma rotina sem graça.





Tallita Monteiro

Dia Comum



Olho no relógio, analizo cada movimento que o ponteiro faz, ansiosamente espero as horas passar... O dia é aquele comum, o da rotina, uma xicará de café na mesa, lápis e papel para rabiscar, pensamentos longe e nada na mente para expressar.

Silenciosamente vejo o sol irradiar minha sala, ao lindo som dos pássaros cantando... Talvez falte-me algo no momento, que me impulsione a escrever, ou simplesmente o cenário não é tão inspirador.

Lembro-me que este mesmo cenário fez-se presente na maioria das minhas inspirações, só não o tinha notado exatamente por que inspirada estava... Entretanto hoje encontro-me sem inspiração apenas com foco no cenário.

Daí vejo o quanto não nos importamos com as situações que nos cercam quando o principal objetivo é o nosso próprio interesse, não importa quão belo seja, nossos focos em nós mesmo, nos deixam cegos.




Tallita Monteiro

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Estrada da vida



Andando pela longa estrada da vida vejo curvas estreitas e perigosas. Sem saber o rumo certo, prosigo sem a pretensão de voltar. Buscando a satisfação da realização dos meus ideais,sigo a estrada sem medo da contramão, confiante no único guia certo que não me deixará na mão... Jesus.


Não há como saber o que se tem no fim da estrada se ficarmos parado nela.
(Fabiano Goulart)


Tallita Monteiro

domingo, 3 de outubro de 2010

Bilhete





(...) Procurei você por todos os lugares, para poder te falar o que eu sinto ao te olhar...
Pois há muito tempo venho esperar uma maneira de me expressar...
Mas ainda não entendo como pude me calar naquele momento...
As palavras em minha mente estavam, só que os lábios ela não achavam...
Não dá mais para agüentar eu preciso te falar do que a tempo estou a guardar.

De repente de você recebo este bilhete..

"Desde que te vi senti tudo mudar dentro de mim, como algo sem fim...
Começou roubando meus pensamentos e em seguida virou um sentimento...
Que a cada dia a passar, sempre vem a aumentar...
De uma forma sem igual que nunca me fará mal...
Pois o que sinto por você é algo lindo de viver...
Que muitos tentam encontrar, mas poucos conseguem achar...
Nem na alegria, nem na dor esse sentimento Amor.
E te digo sem medo que em teus braços esta meu aconchego...
E mesmo que venha a ir embora, te levarei para sempre em minha memória."


Agora que sei que o mesmo senti por mim, quero você até o fim...
Não importando para onde for, irei contigo meu Amor. (...)




Tallita Monteiro