domingo, 28 de novembro de 2010

...



Mesmo perdida em pensamentos
Ainda insisto em escrever
As emoções de cada momento
Vivenciados com você

Ainda sem saber o porquê
Lembranças ficam na memória
Para não me deixar esquecer
Que ainda pode haver uma história

E sem querer mais resistir
Saí seguindo seus passos
Para de uma vez conseguir
Encontrar teus abraços



Tallita Monteiro

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Imperfeição




Aprenda que nem tudo é perfeito
Fuja dos padrões previstos
Rompa qualquer preconceito


Aceite a imperfeição
E aprenda a ser feliz
Com as coisas como são


Não seja induzido
Insista e Persista
E no final serás reconhecido


Não se preocupe com a imperfeição
Com o tempo ela é esquecida
Pois o perfeito se vê com o coração






Tallita Monteiro

...E pode não haver amanhã...



Em uma noite de primavera, um ano após a partida da pessoa amada...
Ela sai apenas para se divertir com suas amigas, jamais imaginaria o que aconteceria adiante.

Em uma rua tranquila ela caminhava com suas amigas, conversas soltas, muitas gargalhadas, quando de longe ela avista um jovem sentado no banco do parque, cabeça baixa, meio triste, aparentemente solitário.

Ela afasta-se das amigas e caminha em direção ao jovem, ao aproximar-se dele observa que lagrimas rolam em seu rosto e suas mãos seguram um pedaço úmido de papel... Talvez por solidariedade, ela senta ao seu lado e o abraça... Alguns minutos em silêncio os dois permanecem... Ele ainda se derramando em lágrimas e ela o reconfortando embora ainda não saiba o motivo daquele choro.

Ainda em silêncio ele mostra o bilhete para ela...onde estava escrito: “- Jamais esquecerei de você, e apesar de tudo eu ainda te amo.”

Confusa, ela pergunta, o que o deixara assim, deprimido, aos prantos, inconsolável, quem era a dona do bilhete e o que aconteceu...

Ele suspira... E diz: - Ela escreveu isso quando ainda estava no hospital, não mais falava, estava acamada, morrendo aos poucos... Sinto-me culpado, eu a amava muito, mas nunca demonstrei... muitas palavras não disse, e agora ela se foi... Sempre fui rudi com ela, e mesmo em seus ultimos minutos ela lembrou de mim e suas ultimas palavras estão neste papel dedicadas a mim, que nem lá não estava... Não consigo me conformar... talvez se eu tivesse dito que a amava pelo menos uma vez... tenho muitos arrependimentos, do que nunca fiz para fazê-la feliz... eu nunca pensei que ela partiria assim, de repente... hoje não me conformo, queria uma segunda chance e não terei jamais. Mas...

Peço-lhe uma coisa, se amas alguém, corra até ele e digas bem alto que o ama... Não poupe esforços para fazer-lo feliz... Saiba compreende-lo, ajudá-lo, ser companheiro, não espere o amanhã para mostrar seus sentimentos, pois ele pode não existir para você. Jamais brinque com alguém que te ame, pois essa pessoa não merece, e um dia você pode pagar o que a ela esta fazendo. Procure não desperdiçar tempo, se amas alguém, trate-a bem. Jamais desperte o Amor em alguém, e depois a rejeite, Pois iras viver como eu... um eterno apaixonado vivendo de arrependimentos, por ter rejeitado a pessoa amada.

Sem mais perguntas ela o conforta, e junto com ele chora, lembra que esses relatos é igual a sua história... e no bolso ela ainda carrega o mesmo bilhete, que um dia recebera da pessoa amada.

“Jamais deixe de demonstrar seus sentimentos, pois pode chegar o dia em que eles servirão apenas para aflingir um coração que não foi capaz de amar".





Tallita Monteiro

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Me dê a mão...


Sei que você não é perfeito
Mas te aceito com teus defeitos


Então, me dê a mão
E acalma meu coração
Que insiste em suspirar
Por você em qualquer lugar


Me fazendo te mostrar
Que eu nasci pra te amar




Tallita Monteiro

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Amor romântico


O romantismo pode está nas pequenas coisas, um pequeno bilhete deixado na parede, uma forma de olhar, um afago gostoso, um beijo apaixonado e não esquecendo as velhas e almejadas flores...não importa as maneiras, porque no fim quando se está apaixonado e amando de verdade, qualquer atitude feita pela pessoa amada, torna-se sempre romântica. Entretanto para mim nada melhor que uma bela poesia...



Amarei eternamente você
Mesmo que o eterno não exista
Ou que o amor não resista
Prometo de ti não esquecer


Em teu abraços me sinto segura
Perto de você perco a estrutura
E meu coração insiste em dizer
Que sem você não consigo viver


E assim vou terminar
Desejando com você está
Para de uma vez desfrutar
Desse amor que pude encontrar




Então só pra lembrar
Eu continuo a te amar.




Tallita Monteiro

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Sei lá...



“Sei lá, hoje resolvi reformular todo e qualquer sentimento que um dia senti...

Muitos já me diziam que nesse espaço complicado chamado coração, ninguém pode intervir...

Daí, hoje já não me importa....resolvi tirar todo e qualquer resíduo deixado por você na minha memória

Fotos foram rasgadas...cartas jogadas fora e assim até aquela música nossa, dela não guardo nem as notas...

Sem mágoas, nem rancor, apenas decidi seguir sem seu amor."




Tallita Monteiro

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Amo você



Percebi que algo em mim faltava
Precisava de um motivo forte
Para aqui permanecer
E em você descobri o amor
Que uniu nosso ser


Uma troca de olhar nos conectou
E assim percebi que sem
Você nada eu sou


Sentimento que mudou meu viver
Desejando seu amor sempre ter
Fazendo meu coração dizer
Que eu sempre vou amar você




Tallita Monteiro

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Insensato coração



Eu não quero mais te amar
Mas não consigo evitar
Eu sei que nada vai mudar
e eu ainda posso me machucar


Mas parece que é assim que tem que ser
Eu não consigo pensar em outra coisa
Que não tenha você


Apesar desses sentimentos estarem
me maltratando e me fazendo sofrer
Não consigo deles esquecer.


Eu ouço os pingos da chuva caírem
Assim como vejo o girar dos ponteiros
E o pior é que meu desejo
Era ter você de qualquer jeito


Queria esquecer essa insensatez
E deixar o vento te levar daqui
Mas ainda não aprendi ser feliz
Estando você longe de mim




Tallita Monteiro

domingo, 14 de novembro de 2010

Nós: mulheres


Sempre jugam nós mulheres como uma icógnita, impossível de ser decifrada ou entendida, entretanto somos completamente simples, tão simples como uma equação matemática de 1ª grau. Somos senssíveis, compreesivas, mais maduras que os homens, confusa as vezes, mas sempre persistente nos ideais que acreditamos.

Não perdemos tempo com o que não tem significado pra nós, certo que algumas vezes ainda desperdiçamos tempo com aqueles que nada querem conosco.... exatamente por termos um lado afetivo muito forte.
Em tempo de tpm estamos com o emocional em alta, amando demais ou odiando demais...rsrsr. Enfim, talvez o que queremos esteja em dois subgrupos: emocional e profissional, uma relação dificil e que nem sempre conseguem ser conciliadas.


No emocional: queremos uma amor arrebatador, um homem apaixonado, que nos entendam e nos compreendam, queremos um casamento abençoado, rico em fidelidade e felicidade.

No profissional: a realização profissional e uma estabiliadade financeira traz certa segurança para nós....e um bom cartão recheado de créditos para as compras básicas...rsrsr.


Mas acima de tudo queremos amar e ser amadas... e como nos contos de fadas, um feliz para sempre.






Tallita Monteiro

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Inocente emoção



Hoje desde que acordei não consegui tirar você do pensamento
Talvez eu, ainda de alguma forma, esteja procurando o teu rastro
Seguindo os pulsos do meu coração que por ti bate.

Inocente emoção, que sinto quando te encontro
Meus olhos tornam-se expressão exata da felicidade
E nos labios o sorriso de uma eterna apaixonada


De longe sinto teu perfume que me fascina
Com seu olhar você me encanta
E com seus carinhos você me ganha.




Tallita Monteiro

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Minha Mania



                                                         




Tallita Monteiro