sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Sempre haverá uma razão...



Sempre haverá uma razão para acreditar
Que ainda vale a pena voltar a amar
Sempre haverá uma razão que nos faça entender
Todas as vezes que o coração insiste em sofrer

Sempre haverá uma razão que nos faça suspirar
Quando daquele alguém passamos a lembrar
Sempre haverá uma razão para nossas emoções
Mesmo que sejam inspiradas apenas nas canções

Sempre haverá uma razão para nossos devaneios
Que no fim são dominados pelos nossos desejos
Sempre haverá uma razão que explique essas poesias
Que são feitas meio a ternura de pequenas rimas

Sempre haverá uma razão que me faça escrever
Todos os sentimentos que me lembram você
Sempre haverá uma razão para aliviar a dor
E esta razão chama-se amor.



Tallita Monteiro

Setembro...


Que setembro traga consigo as novidades do amor
Que o mesmo amenize a intensidade da dor
Que seus dias sejam vivenciados com alegrias
Que setembro inspire muitas poesias



Tallita Monteiro