domingo, 24 de junho de 2012

Espontâneo ²



Se não for amor já não sei o que pode ser
Todas as vezes que fecho os olhos penso em você
Lutando contra a saudade tento te esquecer
Mas não há jeito, meu coração só sabe te querer

Não sei mais o que fazer com esse sentimento
Que só aumenta com o passar do tempo
Às vezes eu me recuo e fujo para isso tudo não sentir
Só que o amor em mim suspira sempre por ti

Talvez seja apenas um sonho sem pretensão de acontecer
Mas dentro de mim esse amor insiste em crescer
Então eu escrevo para regar você em minha mente
E de alguma forma em minhas lembranças te manter presente



Tallita Monteiro

1 expressões:

  1. Olá Tallita,

    Mais uma linda poesia, com sempre;
    Lindo o teu jeito de falar de amor, muito romantismo há em tuas palavras.
    Parabéns! Gostei.

    Beijos, linda noite de paz!

    ResponderExcluir

Espero prender a atenção de vocês e fazer com que se identifiquem com cada palavra lida. Viaje comigo nessa imensidão de palavras.
Obrigado por comentar...Volte sempre!