terça-feira, 30 de maio de 2017

A presença do presente nostálgico


Somos eternos nostálgicos!!
Nunca contentes com o presente, sempre receosos com o futuro. 
Apegamos-nos a quaisquer resquícios do que já foi bom em nossa vivencia e que já tenha passado. E até pecamos muitas vezes ao tentar reviver o que deveria pra sempre ficar nas lembranças, implacáveis e intactas, belos e pequenos recortes de uma grande revista “abarrotada” de publicidade barata e textos ruins como esse que escrevo.
Contenha-se, já passou. 
E contente-se, não foi melhor ou pior, só foi. As oportunidades cresceram?
Cresceram, mas não mais que os sonhos, ambições imensuráveis e insaciáveis que habitam em nós. Nunca satisfeitos, mas nem por isso, errados. Seus pais também foram assim, como também seu tataravô. 
Seja você, eu ou um pintor renascentista, todos acreditam que vivem no auge da humanidade, e vivem, até o próximo sonhador nascer. 
Só temos o presente, mas o temos em nossas mãos e por inteiro, e enquanto você viver com a cabeça nele, fique frio, ele de certa forma é infinito.

“Ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais” (Belchior)



Leonardo Coelho

sexta-feira, 26 de maio de 2017

Expressão sem rima...


A possibilidade é infinita
posso ate desejar viver outras coisas
mas parece que você me apreendeu
quando criou na minha mente um novo mundo

Eu posso é inventar formas pra esquecer
mas quanto mais tento me distrair
caiu nas armadilhas da saudade
lembrando teu cheiro e gosto dos beijos
como se no meu lapso de inconsciência 
ouvisse tua voz sussurrar  "eu te amo"

Paro feito boba no meio do tempo
e por um segundo longe da nossa tal realidade
me sinto a pessoa mais sortuda 
por transcrever na memória a linguagem das nossas peles

Gosto de saber que teu amor me escolheu 
de sentir a ansiedade por cada encontro
e já querer saber a data do próximo
sentindo a vontade de te ver aumentar
para observar seus traços de felicidade
sendo definidos pelo prazer deslumbrante em me ver

Teus olhos parecem que me veem com um escape
como uma resposta ao teu grito de socorro
Ou uma passagem para a fuga da tempestade
Ou o abraço gostoso depois de saltar de um abismo
Como se ao me encontrar, vivesse a versão da historia que tanto procura




quinta-feira, 25 de maio de 2017

Quase estamos em paz...



Caminho exaustivamente pelos dias, atravesso a agonia da rotina, sacrifico o limite, estendo os horários. Percorro os dias e conto as semanas, agora o tempo é quase pouco. 

Avisto um bom porto para descansar da viagem, ancoro. Do céu aberto identifico a árvore, o galho e seu ramo, recolherei as asas. 

A distância do meu colo deitado em teu ombro diminui. O teu cheiro já alerta tua chegada. A realidade se despede para nos dar o sonho. 

Amarei fortemente, pois a força é meu descanso. Meu corpo ocupará o seu no mesmo lugar do espaço, sem física que nos explique. 

Juntos nada nos justifica ou questiona, dispensamos as palavras, importa os lábios. Quase estamos em paz.


Cáh Morandi

quarta-feira, 24 de maio de 2017

Teu nome em meus versos

                                      Resultado de imagem para coraçao na maquina de escrever tumblr

Usando as palavras faço sonetos
Teu nome em secreto eu exponho
Sutilmente nas rimas e nos versos
Das poesias que para ti componho

Sou falha na correspondência do amor
Sempre fujo de grandes declarações
A linguagem dos poetas, acho melhor
Para expor de fato minhas emoções

Minha timidez não me deixa falar
Mas se dispor-se a ler-me saberás
Pois cada poema vem confessar
Que meu amor por ti não passará







segunda-feira, 22 de maio de 2017

Dia do Abraço



Agora, eu queria...
poder me perder nos seus carinhos,
me desmanchar com os seus beijos,
sentindo minha alma florir sorrisos
por estar envolvida em seus abraços.








terça-feira, 9 de maio de 2017

Ponteiros da Saudade


Infinitos segundos de saudade
Cabem nas horas do meu dia
E o ponteiro marca a vontade
De desfrutar da tua companhia

Minhas palavras buscam você
Desejando-te inconscientemente
Insistindo sempre em me dizer
Que contigo o coração é contente

Aproveito essa tua ausência
E mergulho em meus anseios
Remendando uma nova poesia
Com os versos nunca esquecidos





PoeSua...


Revelo-te sempre meus desejos
Que com teus beijos se afloram
Aquecidos no calor dos abraços
Quando os toques se completam

Entre nossas peles há um dialogo
E os corações falam o que sentem
Dentro dos suspiros de um afago
É que nossos íntimos se entendem

Eu vejo as rimas em teus olhos
Que deixam a minha alma nua
Desmanchando os meus versos
Mudando minha poesia em poeSua