terça-feira, 30 de maio de 2017

A presença do presente nostálgico


Somos eternos nostálgicos!!
Nunca contentes com o presente, sempre receosos com o futuro. 
Apegamos-nos a quaisquer resquícios do que já foi bom em nossa vivencia e que já tenha passado. E até pecamos muitas vezes ao tentar reviver o que deveria pra sempre ficar nas lembranças, implacáveis e intactas, belos e pequenos recortes de uma grande revista “abarrotada” de publicidade barata e textos ruins como esse que escrevo.
Contenha-se, já passou. 
E contente-se, não foi melhor ou pior, só foi. As oportunidades cresceram?
Cresceram, mas não mais que os sonhos, ambições imensuráveis e insaciáveis que habitam em nós. Nunca satisfeitos, mas nem por isso, errados. Seus pais também foram assim, como também seu tataravô. 
Seja você, eu ou um pintor renascentista, todos acreditam que vivem no auge da humanidade, e vivem, até o próximo sonhador nascer. 
Só temos o presente, mas o temos em nossas mãos e por inteiro, e enquanto você viver com a cabeça nele, fique frio, ele de certa forma é infinito.

“Ainda somos os mesmos e vivemos como nossos pais” (Belchior)



Leonardo Coelho

3 expressões:

  1. A gente pensa tanto no futuro e no passado, que esquecemos de viver o presente.

    bjokas=)

    ResponderExcluir
  2. As vezes estamos tao preso a nostalgia que esquecemos de aproveitar os melhores momentos do presente


    Adoro seus posts
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Todos nós sempre ficams presos na nostalgia uma hora ou outra, o importante é não permanecer preso a ela!

    Beijs tata

    ResponderExcluir

Espero prender a atenção de vocês e fazer com que se identifiquem com cada palavra lida. Viaje comigo nessa imensidão de palavras.
Obrigado por comentar...Volte sempre!